Sinopse sobre os aspectos do potencial da produção e prospectos para o desenvolvimento do cultivo de camarão marinho no Brasil, especialmente no nordeste brasileiro

Synopsis on aspects of production potential and prospects for the development of marine shrimp farming in Brazil, especially in northeastern Brazil

Autores

  • Marco Antonio Igarashi UFC

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v10i3.300

Palavras-chave:

cultivo de camarão, Litopenaeus vannamei, produção

Resumo

Este artigo de revisão fornece uma análise sobre o status do cultivo de camarão marinho relacionada
ao seu desenvolvimento no Brasil e os métodos de cultivo sugeridos são demonstrados. O potencial
para o cultivo de camarão Litopenaeus vannamei no Brasil, principalmente na região nordeste, está
sendo desenvolvido como fonte local de emprego, fonte de renda e suprimento de alimentos.
Acredita-se que o cultivo de camarão provavelmente ofereça potencial para maior desenvolvimento
no Brasil e, em grande parte, as perspectivas serão demonstrados pela evolução da produção de
camarão cultivado, produtores de camarão, tecnologias de cultivo, contribuições sociais, aspectos
econômicos e investimentos para a pesquisa. A análise demonstrou um potencial considerável para
o desenvolvimento do cultivo do camarão.

Biografia do Autor

Marco Antonio Igarashi, UFC

Departamento de Engenharia de Pesca da UFC
Área: Aquicultura

Referências

ABCC- MCR. Apostila Técnica de Boas Práticas de Manejo Para a Capacitacão de Pequenos Produtores. ABCC, Natal, RN. 2010, 165 p.

ABCC Levantamento da Infraestrutura Produtiva e dos Aspectos Tecnológicos, Econômicos, Sociais e Ambientais da Carcinicultura Marinha no Brasil em 2011, Convênio Associação Brasileira de Criadores de Camarão-ABCC e Ministério da Pesca e Aquicultura-MPA, Natal, RN, 2013, 77 p.

ABCC – Associação Brasileira dos Criadores de Camarão. O Censo da carcinicultura nacional em 2011. Revista da ABCC, Natal. V. 15, n. 1, p. 24-28, 2013.

ABCC – Associação Brasileira dos Criadores de Camarão. Censo da Carcinicultura do Litoral Norte do Estado do Ceará e Zonas Interioranas Adjacentes, 50 p. Convênio ABCC/MAPA: 835850/2016, Natal, RN, 2017a.

ALBERTIM- SANTOS, C. J.; SANTO, S. D. L.; DE PAULA MENDES, P. Uso de modelos matematicos para avaliação das variáveis de manejo do Litopenaeus vannamei (Boone, 1931). Acta of Fisheries and Aquatic Resources , Aracajú. V. 2, n. 2, p. 28–39, 2015.

AQUACOP. Penaeid reared brood stock: closing the cycle of P. monodon, P. stylirostris and P. vannamei. Proceedings of the World Mariculture Society, Sorrento. v.10, issue 1 -4, p. 445- 452, 1979.

ARANA, L. A. V. Aquicultura e desenvolvimento sustentável: subsídios para a formulação de políticas de desenvolvimento da aqüicultura brasileira. Florianópolis: Ed. da UFSC, 1999, 310 p.

ARIAS. R. A. Carcinicultura. E-Tec Brasil, Curitiba. 2011, 154 p. ARMELIM, J. M. Ocorrência de antibióticos em fazendas de cultivo de camarão (Litopenaeus vannamei) no estado do Rio Grande do Norte –Brasil. Piracicaba, 2019.103 p.Dissertação (Mestrado –Programa de Pós-Graduação em Ciências. Área de Concentração: Químicana Agricultura e no Ambiente) –Centro de Energia Nuclear na Agricultura da Universidade de São Paulo.

BARBIERI JÙNIOR, R. C, OSTRENSKY NETO, A. Camarões Marinhos: Engorda. Viçosa: Aprenda Fácil, 2002. 351p.

BELETTINI, F. Análise do Ciclo de Vida (ACV) Como Indicador de Desempenho Ambiental no Cultivo de Camarões Marinhos. 2014, 124 f. Tese de doutorado em Aquicultura da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, Florianopolis

BESSA JÚNIOR, A. P.; SILVA, H. G. G. Avaliação zootécnica e econômica da criação de camarão marinho (Litopenaeus vannamei) em diferentes estratégias de manejo e densidades. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia. Belo Horizonte. v.70, n.6, p.1887-

, 2018

BOYD, C. E. Pond water aeration systems. Aquacultural Engineering, Netherlands, v. 18, n. 1, p. 9–40, 1998.

BOYD, C. E.; TUCKER, C.; MCNEVIN, A.; BOSTICK, K.; CLAY, J. Indicators of resource use efficiency and environmental performance in fish and crustacean aquaculture. Reviews in Fisheries science , UK. V. 15, n. 4, p. 327–360, 2007.

BOYD, C. E.; BOYD, C. A.; CHAINARK, S. Shrimp Pond Soil and Water Quality Management. The Shrimp Book, Nottingham Univ. Press, Nottingham, UK. 2010, p. 281–303.

BRASIL. Ministério da Pesca e Agricultura. Levantamento da infraestrutura produtiva e dos aspectos tecnológicos, econômicos, sociais e ambientais da carcinicultura marinha no Brasil em 2011. Natal: ABCC, 2013, 82 p. Recuperado em 03 de outubro de 2015, de http://abccam.com.br/ wp-content/uploads/2013/12/LEVANTAM

BUENO, S. L. S. Maturation and spawning of the white shrimp Penaeus schmitti Burkenroad, 1936, under large scale rearing conditions. Journal of the World Aquaculture Society. vol. 21, no.3, 1990, p. 170-179.

BURFORD, M. A.; THOMPSON, P. J.; MCINTOSH, R. P.; BAUMAN, R. H.; PEARSON, D. C. The contribution of flocculated material to shrimp (Litopenaeus vannamei) nutrition in a highintensive, zeroexchange system. Aquaculture, Amsterdam. v. 232, n. 1-4, p. 525-537, 2004.

CARVALHO, E.A. Efeito da frequência de arraçoamento sobre o desempenho zootécnico do camarão branco (Litopenaeus vannamei) cultivado em cercados sob condições intensivas. Fortaleza, 2005. 43 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Marinhas Tropicais), Instituto

de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará

CARVALHO R. A. P. D. L. F. D. (2016) O Papel da Energia na Nutrição dos Camarões Marinhos. Revista da ABCC. Associaciação Brasileira dos Criadores de Camarão, Natal, RN. V. 18, n. 2, p. 56 – 58, 2016.

CARVALHO, T. P. P. Caracterização da carcinicultura em águas interiores no agreste paraibano. 2019. 38p. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Zootecnia) Centro de Ciências Agrárias - Universidade Federal da Paraíba, Areia-PB, 2019.

COSTA, B. B.; JÚNIOR, D. P. S. Cultivo de camarões em sistema de bioflocos no brasil: uma alternativa sustentável às intensificações na aquicultura. Arquivo de Ciências do Mar, Fortaleza. v. 51, n. 2, p. 116 – 130, 2018.

COSTA, C.; FÓES, G.; WASIELESKY, W.; POERSCH, Different densities in whiteleg shrimp culture using bioflocs and well water in subtropical climate. Boletim do Instituto de Pesca , São Paulo. v. 44, n. 4, e.324, 2018, 7 p.

COZER, N.; PONT, G. D.; HORODESKY, A.; OSTRENSKY, A. Infrastructure, management and energy efficiency in a hypothetical semi?intensive shrimp model farm in Brazil: a systematic review and meta?analysis. Reviews in Aquaculture. Australia. v. 12, n. 2, 2019, 18 p.

FAO 2004-2020. National Aquaculture Sector Overview. Brazil. National Aquaculture Sector Overview Fact Sheets. Text by Suplicy, F. M. In: FAO Fisheries and Aquaculture Department [online]. Rome. Updated 1 June 2004. [Cited 6 June 2020], 10 p. Disponível em <http://www.fao.org/fishery/countrysector/naso_brazil/en > Acesso em 06 de junho de 2020.

FERNANDES DA SILVA, C.; BALLESTER, E.; MONSERRAT, J.; GERACITANO, L.: WASIELESKY JR, W. Contribution of microorganisms to the biofilm nutritional quality: protein and lipid contents. Aquaculture Nutrition, United Kingdom. v. 14, n. 6, p. 507– 514, 2008.

FREITAS, R. R.; HARTMANN, C.; TAGLIANI, P. R. A.; POERSCH, L. Evaluation of space adequateness of shrimp farms in Southern Brazil. Anais da Academia Brasileira de Ciências, Rio de Janeiro. v. 83, n. 3, p. 1069-1076, 2011.

FRÓES, C.; FÓES, G.; KRUMMENAUER, D.; BALLESTER, E.; POERSCH, L. H.; WASIELESKY, W .J. Fertilização orgânica com carbono no cultivo intensivo em viveiros com sistema de bioflocos do camarão branco Litopenaeus vannamei. Atlântica, Rio Grande. v. 34, n. 1, p. 31-39, 2012.

FURTADO NETO, M. A. A. Reprodução e genética de camarões marinhos em cativeiro. Acta Veterinaria Brasilica, Mossoró v.8, Supl. 2, p. 387-388, 2014

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: atlas, 2004, 188 p.

GUERRELHAS, A., C. B. Shrimp hatchery development in Brazil. Global Aquaculture Advocate. Portsmouth v. 6, no.2. p. 67-70, 2003.

HARGREAVES, J. A. Biofloc production systems for aquaculture. Stoneville: Southern regional aquaculture center, 4503, 2013. 11 p.

HUDINAGA, M.; KITTAKA, J. Metamorphosis of Penaeus larvae and diet. Inform. Bulletin of Planktology. Japan. n. 13, p. 83-94, 1966.

HUDINAGA, M.; KITTAKA, J. Local and seasonal influences on the large scale production method for penaeid shrimp larvae. Bulletin of Japanese Society of Science Fisheries, Tokyo. n. 41, p. 843-854, 1975.

JOVENTINO, F. K. P.; MAYORGA, M. I. D. O. Diagnostico socioambiental e tecnologico da carcinicultura no munic ?pio de Fortim, Ceara, Brasil. REDE-Revista Eletrônica do Prodema, Fortaleza. v. 2, n. 2, p. 80– 96, 2009.

KAUFFMAN, J. B.; ARIFANTI, V. B.; TREJO, H. H.; GARCÍA, M. C. J.; NORFOLK, J.; CIFUENTES, M.; HADRIYANTO, D.; MURDIYARSO, D. The jumbo carbon footprint of a shrimp: carbon losses from mangrove deforestation. Frontiers in Ecology and the Environment , USA.. v. 15, n. 4, p. 183–188, 2017.

KRUMMENAUER, D.; PEIXOTO, S.; CAVALLI, R. O.; POERSCH, L.; WASIELESKY JUNIOR, W. J. Superintensive culture of White Shrimp, Litopenaeus vannamei, in a biofloc technology system in Southern Brazil at different stocking densities. Journal of the World Aquaculture Society, Hoboken. v. 42, n. 5, p. 726-733, 2011.

LABSUL (LCM). Litopenaeus vannamei marine shrimp post-larvae production laboratory. Rua Servidão dos Coroas,. 503, Florianópolis, SC - Brasil. CEP: 88061-615. Price inquery, 2017.

LIU, G.; ZHU, S.; LIU, D.; GUO, X.; YE, Z. Effects of stocking density of the white shrimp Litopenaeus vannamei (Boone) on immunities, antioxidant status, and resistance against Vibrio harveyi in a biofloc system. Fish & Shellfish Immunology, London. v. 67, n. 1, p. 19-26, 2017.

MAGALHÃES, M. E. S. D. Cultivo do Camarão Marinho Litopenaeus vannamei (Boone, 1931) em Sistema Multifásico. 2004, 58 f. Doctoral dissertation, Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Recursos Pesqueiros e Aquicultura da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Recife.

MAIA, E. P.; MODESTO, G. A.; BRITO, L. O.; GALVEZ, A. O.; GESTEIRA, T. C. V. Intensive culture system of Litopenaeus vannamei in commercial ponds with zero water exchange and addition of molasses and probiotics. REVISTA DE BIOLOGÍA MARINA Y OCEANOGRAFÍA , Vinã Del Mar. v. 51, n. 1, p. 61-67, 2016.

MARCONI, M.A.; LAKATOS, E.M. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisas, elaboração, análise e interpretação de dados. 6ª edição, São Paulo: Atlas, 2007 311 p.

MARTINS, G. A.; PINTO, R. L. Manual para elaboração de trabalhos acadêmicos. São Paulo: Atlas, 2001, 92 p.

MOLES, P.; BUNGE, J. Shrimp Farming in Brazil: An Industry Overview. Report prepared under the World Bank, NACA, WWF and FAO Consortium Program on Shrimp Farming and the Environment. Work in Progress for Public Discussion. Published by the Consortium. 2002, 26 p.

MONTEIRO, J. V.; NORÕES, A. K. M.; ARAÚJO, R. C. P.; ARAÚJO, J. A.; SILVA, F. P. Metafronteira de produção e eficiência técnica da carcinicultura nos estados do Ceará e Rio Grande do Norte. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília. v. 57, n. 4, p. 530-544, 2019.

MORAES, R. C. Influência da densidade e idade no transporte de pós-larvas do camarão marinho Litopenaeus vannamei. 2004, 33 p. Dissertação de Mestrado em Aqüicultura. Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Santa Catarina.

MOURA, P. S. D. Cultivo do camarão marinho (Litopenaeus vannamei) em fase de pré- berçário utilizando efluente tratado com a microalga Spirulina platensis na presença e ausência de probiotico. 2013, 56 f. Dissertação de Mestrado em Engenharia de Pesca da

Universidade Federal do Ceará.

NASCIMENTO, J. Carcinicultura registra alta de 18% em 2018 e projeta aumentar produção. Feed & Food, Sorocaba, 2019, 2 p. Disponível em <https://www.feedfood.com.br/pt/noticias/aquicultura/carcinicultura-registra-alta-de-18-em-2018-eprojeta-aumentar-pr > Acesso em 06 de junho de 2020.

OSTRENSKY, A.; SILVA, U. A. T. D. O manejo da fazenda durante a fase de engorda. In: Ostrensky A, Cozer N (eds). A Produção Integrada na Carcinicultura Brasileira: Princípios e Práticas Para se Cultivar Camarões Marinhos de Forma Mais Racional e Eficiente. Instituto GIA,

Curitiba, PR, v.II: Cultivando camarões marinhos. cap. 9. 2017, 335 p.

OSTRENSKY, A. Preparação dos viveiros. In: Ostrensky A, Cozer N (eds) A Produção Integrada na Carcinicultura Brasileira: Princípios e Práticas Para se Cultivar Camarões Marinhos de Forma Mais Racional e Eficiente, 352 pp. Instituto GIA, Curitiba, v.II, cap. 6, 2017b.

PANORAMA DA AQUICULTURA. Vídeo institucional da ABCC revela que o setor produziu 77 mil toneladas em 2018. Panorama da aquicultura, Rio de Janeiro. v. 29, n. 171, p. 19, 2019.

PEREIRA, J. A., SILVA A. L. N., CORREIA, E. S. Situação atual da aqüicultura na região Nordeste. In Aquicultura no Brasil. (Editado por W. C. Valenti). Brasília: CNPq/Ministério da Ciência e Tecnologia, 2000. p. 267 - 288.

PETERSON, E. L. Observations of pond hydrodynamics. Aquacultural Engineering, Netherlands, v. 21, n. 4, p. 247–269, 2000.

POTIPORÃ. Litopenaeus vannamei marine shrimp postlarvae production laboratory. Fazenda Espera Nova - s/n, Pendências - RN, Brasil. 59504-000. Price inquery 2017.

PPM. Pesquisa da Pecuária Municipal, IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Produção Agropecuária Municipal. v. 44. Rio de Janeiro, 2016.

PRYSTHON DA SILVA, A.; MENDES, P. D. P. Utilização da artêmia nacional como dieta para pos-larvas do Litopenaeus vannamei (Boone, 1931) na fase berçário. Acta Scientiarum Animal Sciences, Maringá. v. 28, n. 3, p. 345–351, 2006.

ROCHA, I. P., MAIA, E. P. Desenvolvimento tecnológico e perspectivas de crescimento da carcinicultura marinha brasileira. Anais do Aquicultura Brasil, 98.p. 213 - 235.

TRENTINI, M.; PAIM, L.; SILVA, D. M. G. Pesquisa convergente-assistencial. Delineamento provocador de mudanças nas práticas de saúde (3ª ed). Porto Alegre: Ed Moriá; 2014. 176 p.

WIEFELS, R. C. Trade prospects for aquaculture species in Asia and Latin America.

INFOFISH International 4/99. July/August, 1999, p. 14 - 18.

ROCHA, I. P. Dimensão da cadeia produtiva da carcinicultura brasileira. Revista da Associação Brasileira de Criadores de Camarão-ABCC, Natal - RN. v. 5, p. 101-103, 2015.

ROCHA, I. R. C. B.; GASTÃO, F. G. C.; GOMES, I. G. R. F.; SOUSA, R. R.; FACUNDO, G. M.; ALBUQUERQUE, L. F. G.; SILVA, J. W. A.; CÉSAR, J. R. O.; OLIVEIRA, E. G.; COSTA, F. H. F. Mapping, technical and environmental aspects of shrimp farms in the Acaraú River Estuary, Ceará State, Brazil. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 6, n. 4, p.20262-20281, apr. 2020.

SENAR – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural. Larvicultura de camarão marinho (do náuplio a pós-larva). 1. ed. Brasília: SENAR, 2016. 104 p.

SEVERINO, D. V. Formação de reprodutores de camarões marinhos (Litopenaeus vannamei) em sistema biosseguro de bioflocos. Estágio Supervisionado Ii Curso de Engenharia de Aquicultura Centro de Ciência Agrárias Universidade Federal de Santa Catarina, 2013, 31 p.

SHIGUENO, K. Shrimp culture in Japan. Japan Publication Trading Co., P. O. Box 787, White Plains, N. Y., 153 p., 1975.

SILVA, U. A. T. D.; OSTRENSKY, A. Povoamento. In: Ostrensky A, Cozer N (eds). A Produção Integrada na Carcinicultura Brasileira: Princípios e Práticas Para se Cultivar Camarões Marinhos de Forma Mais Racional e Eficiente, 2017, 335 p. Instituto GIA, Curitiba, PR.

v.II: Cultivando camaroes marinhos.

SIQUEIRA, T. V. Aquicultura: a nova fronteira para produção de alimentos de forma sustentávelRevista do BNDES, Rio de Janeiro, v. 25, n. 49, p. 119-170, jun. 2018. Disponível em < https://web.bndes.gov.br/bib/jspui/bitstream/1408/16085/1/PRArt_Aquicultura%20a%20nova%20fronteira_compl.pdf > Acesso em 06 de junho de 2020.

VILLALÓN, J. R. Practical Manual for Semi-intensive Commercial Production of Marine Shrimp. Texas A&M University Sea Grant College Program. TAMU-SG-91-501. College Station, Texas, USA. 1991, 104 p..

Downloads

Publicado

2022-12-31

Como Citar

IGARASHI, M. A. . Sinopse sobre os aspectos do potencial da produção e prospectos para o desenvolvimento do cultivo de camarão marinho no Brasil, especialmente no nordeste brasileiro: Synopsis on aspects of production potential and prospects for the development of marine shrimp farming in Brazil, especially in northeastern Brazil. Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 10, n. 3, 2022. DOI: 10.31416/rsdv.v10i3.300. Disponível em: https://revistas.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/300. Acesso em: 4 fev. 2023.

Edição

Seção

Ciências Agrárias - Artigos