https://revistas.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/issue/feed Revista Semiárido De Visu 2022-12-31T00:00:00+00:00 Francisco Kelsen de Oliveira semiaridodevisu@ifsertao-pe.edu.br Open Journal Systems <p>A revista científica Semiárido De Visu está registrada no ISSN 2237-1966 e vinculada à Editora IFSertãoPE do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano (IFSertãoPE). O periódico está classificado no Qualis Periódico no quadriênio 2017-2020 como <strong>A4</strong> nas seguintes áreas: Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, Biodiversidade, Ciência de Alimentos, Ciências Agrárias I, Educação, Engenharias I, Ensino, Filosofia, Interdisciplinar, Linguística e Literatura, Sociologia e Zootecnia / Recursos Pesqueiros.</p> https://revistas.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/399 Pensamento Computacional e STEAM numa perspectiva interdisciplinar com a matemática e informática: Uma revisão sistemática de literatura 2022-11-09T14:18:31+00:00 GILMAR HERCULANO DA SILVA gilmarhsilva@gmail.com Francisco Kelsen de Oliveira francisco.oliveira@ifsertao-pe.edu.br <p>A matemática é uma área base para a aprendizagem de outras disciplinas, sendo uma ciência que dialoga seja na área de Ciências Exatas ou em outras.&nbsp; Observa-se que, com o advento das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC), o campo do Pensamento Computacional (PC) tem contribuído com a Matemática, colaborando com formas de ensino integrado e interdisciplinar. Assim, uma abordagem pedagógica torna-se atrativa quando promove o estudante protagonista de sua aprendizagem, aspecto inerente à abordagem STEAM, a qual visa uma aprendizagem pautada na colaboração e soluções entre áreas.&nbsp; Este trabalho objetivou identificar as práticas e experiências com o PC e STEAM numa perspectiva interdisciplinar com foco na matemática e informática. Trata-se de uma Revisão Sistemática da Literatura (RSL), que foi realizada a partir das publicações de artigos em periódicos científicos e trabalhos completos publicados em anais de eventos disponíveis na Biblioteca Digital da Sociedade Brasileira de Computação (SOL-SBC). Foram encontrados 23 resultados, dentre os quais 20 atendiam ao primeiro critério de inclusão. Após a leitura integral dos artigos, percebeu-se que 01 deles fugia do tema de interesse e&nbsp;não&nbsp;apresentava experiências positivas com STEAM e PC sendo divergente com o&nbsp;segundo critério&nbsp;de inclusão. Os resultados encontrados nesta pesquisa apontam que há engajamento dos estudantes para trabalhos interdisciplinares envolvendo o PC com a matemática e informática, além de que as experiências e práticas incentivam o uso de softwares educacionais, uso da robótica, a gamificação e também a computação desplugada, possibilitando um espaço para o uso de metodologias ativas e STEAM.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Computação, TDIC, Metodologias, EPT.&nbsp;</p> 2022-12-31T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Semiárido De Visu https://revistas.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/371 As atividades práticas como meio solidificador de aprendizagem: Uma aula sobre eletrização de corpos 2022-11-09T14:28:12+00:00 Vagner Luna do Nascimento vagner.nascimento@ifpb.edu.br Maria das Graças de Oliveira Pereira mary_ta_oliveira@hotmail.com <p>O artigo tem como objetivo analisar como as aulas práticas impactam positivamente no aprendizado e na fixação do conteúdo pelos alunos. Para isso, foi elaborado e aplicado um questionário para os alunos após duas aulas, uma teórica e a outra uma aula prática, ambas do mesmo assunto. Após aplicação do questionário foi analisado e discutido os resultados trazendo uma compreensão quali-quantitativa dos dados. Os alunos envolvidos na pesquisa são alunos participantes do Projeto Alvorada, projeto esse que tem objetivo de promover a inclusão social e produtiva de pessoas egressas do sistema prisional. O curso ministrado no projeto foi de eletricista instalador predial e residencial, realizado no IFPB campus João Pessoa e o tema escolhido para ser ministrado nessa pesquisa foi de eletrização dos corpos. Foi utilizado como referencial teórico os autores Lunetta (1991), Peruzzi e Fofonka (2021), Lüdke e André(1986), entre outros autores que trata sobre a temática desse trabalho.</p> 2022-12-31T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Semiárido De Visu https://revistas.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/422 O saber pedagógico como prática na prevenção de doenças e promoção da saúde no âmbito do SUS 2022-12-14T11:19:56+00:00 José Wilson da Silva jose.wilson2@aluno.ifsertao-pe.edu.br Kélvya Freitas Abreu kelvya.freitas@ifsertaope.edu.br <p>A partir da criação do Sistema Único de Saúde (SUS), o modelo de atenção passa a ter como prioridade a promoção da saúde incluindo as ações de educação para o autocuidado. Portanto, uma comunidade será bem mais saudável quanto maior for sua assimilação sobre os conhecimentos referentes à sua saúde. Sendo assim, essa pesquisa tem como objetivo analisar os conhecimentos pedagógicos necessários aos profissionais da atenção primária à saúde, no desenvolvimento de ações educativas que promovam autonomia e protagonismo do usuário na atenção primária, garantindo um consciente autocuidado na prevenção de doenças e empoderamento dos sujeitos envolvidos nos processos saúde-doença. Metodologicamente, o presente estudo se desenvolve como uma pesquisa qualitativa de base interpretativista e de viés bibliográfico/documental, ao tomar como sustentação documentos do Ministério da Saúde (BRASIL, 2010, 2012) e a Lei nº 8.080/1990. Desta forma, compreende-se que, através dos Princípios e Diretrizes do SUS, as políticas e leis que regem esse sistema evidenciam a importância das ações educativas na proteção e prevenção de agravos à saúde. Somado à perspectiva técnica, dialogou-se com a noção do ato de educar em saúde, para isso foi utilizado interrelações com Libâneo (2011), Luckesi (2011), Vasconcelos (2009), Gramsci (1995), entre outros. Em síntese, entende-se para esta investigação que as práticas educativas, fundamentadas em conhecimentos pedagógicos, são importantes no desenvolvimento de ações coletivas que promovam aprendizagem em saúde e previnam doenças. Formar educadores em saúde requer a reflexão de processos teóricos e metodológicos amparados em evidências pedagógicas historicamente construídas.</p> 2022-12-31T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Semiárido De Visu https://revistas.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/366 Monitoramento do Bem-estar e do Sofrimento de Estudantes do Ensino Médio por meio de Aplicativo Móvel 2022-09-16T11:39:56+00:00 Felipe Omena marques alves Felipe.alves@ifsertao-pe.edu.br Samuelton Kelvi da Silva samueltonkelvi02@gmail.com Álvaro Botelho de Melo Nascimento alvaro.botelho00@gmail.com Alex Sandro Gomes asg@cin.ufpe.br <p>Este artigo visa apresentar como tecnologias digitais podem auxiliar no monitoramento do bem-estar e do sofrimento dos estudantes do Ensino Médio. Este processo foi realizado através da criação de um aplicativo móvel por meio do qual discentes registraram suas emoções diárias, tendo como objetivo investigar fatores socioemocionais que podem afetar o bem-estar, e por consequência, o rendimento acadêmico. Esta pesquisa foi realizada no Instituto Federal do Sertão Pernambucano, campus Floresta, por meio do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação. Participaram da investigação 3 pesquisadores e 2 turmas do ensino médio do curso de Informática. São apresentados neste artigo, o aplicativo desenvolvido “Tell Your Pain” e as inferências das respostas coletadas, realizadas a partir de uma análise qualitativa. Como conclusão, é possível afirmar que o aplicativo auxilia na construção de um panorama emocional dos discentes, podendo ser utilizado como uma ferramenta para subsidiar ações institucionais futuras destinadas a promoção de bem-estar</p> 2022-12-31T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Semiárido De Visu https://revistas.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/393 Prospecção de produtos para pessoas intolerantes e/ou alérgicos comercializados nas cidades de Petrolina-PE e Juazeiro-BA 2022-12-26T11:55:26+00:00 Raiane Teresa Alves Pereira raialves0309@gmail.com Ana Júlia de Brito Araújo Carvalho ana.julia@ifsertao-pe.edu.br Arão Cardoso Viana arao.viana@ifsertao-pe.edu.br <p>De acordo com a legislação de rotulagem de alergênicos, a RDC nº 26 de 2 de Julho de 2015, os rótulos devem destacar a presença ou risco da presença de substâncias alergênicas, como trigo, leite e ovos. Estas substâncias são os principais causadores de reações alérgicas na população mundial. Os rótulos devem apresentar-se de forma clara e precisa, uma vez que esses conhecimentos permiti a identificação das características originais do produto. Objetivou-se avaliar a adequação da rotulagem de diversos alimentos em 10 supermercados de pequeno e médio porte para verificar o atendimento às legislações vigentes nas cidades de Petrolina-PE e Juazeiro-BA. A análise das informações contidas nos rótulos foram inclusas em um formulário, elaborado através da verificação das declarações de produtos alérgenos e intolerantes em 542 rótulos de alimentos. Dessa forma, verificou-se que 12 destes apresentaram não conformidade frente à legislação, valor que equivale a 2,2% dos rótulos de produtos analisados, e 97,8% dos rótulos de produtos analisados estão de acordo com a legislação brasileira. Sendo assim, dentre os produtos avaliados, foram encontradas não conformidades nos produtos a seguir: pães e cereais; ovos e derivados; sementes e oleaginosas; bolos e biscoitos e artesanais, onde os mesmos não apresentaram a declaração para alergênicos ou nenhuma indicação de alerta para a presença de ingredientes com obrigatoriedade de declaração. Diante dos resultados encontrados fica constatado a falha na elaboração dos rótulos de produtos, onde se faz necessário um controle mais rigoroso dos órgãos fiscalizadores para impedir que esses produtos sejam comercializados.</p> 2022-12-31T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Semiárido De Visu https://revistas.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/375 O impacto da pandemia na participação feminina na fruticultura do Submédio do Vale do São Francisco 2022-10-19T18:53:44+00:00 Amanda Rodrigues amandamirelerodrigues@gmail.com Rosemary Barbosa de Melo rosemary.barbosa@ifsertao-pe.edu.br Evandro Gomes Rodrigues tecevandrorodrigues¨@gmail.com Jeane Souza da Silva jeane.souza@ifsertao-pe.edu.br <p>Este trabalho foi realizado afim de compreender a participação feminina na fruticultura no Submédio do Vale do São Francisco com o impacto da pandemia na participação feminina no setor, especificamente em Petrolina-PE e Juazeiro-BA, que são os polos de produção e exportação de frutas.</p> <p>Visto que com a pandemia, muitas mulheres precisaram abdicar da vida profissional e passar a cuidar dos filhos em casa, principalmente no período de lock down, esse estudo visou observar esse impacto neste setor específico. Este experimento foi realizado através de uma pesquisa qualitativa. A coleta de dados foi realizada através de um questionário online, pela plataforma Google forms, e posteriormente foi realizada a descrição e análise dos dados. Como conclusão, foi possível perceber que a pandemia impactou sim este setor, causando queda no rendimento de trabalho e até evasão.</p> 2022-12-31T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Semiárido De Visu https://revistas.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/365 Microbiologia de queijos de manteiga comercializados em feiras livres do município de Petrolina-PE 2022-10-19T19:07:27+00:00 Daniele Rayssa Cavalcanti de. Sá danimusicc@hotmil.com Maria Cláudia Soares Cruz Coelho maria.claudia@ifsertao-pe.edu.br Marcelo Iran de Souza Coelho marcelo.iran@ifsertao-pe.edu.br Jéssica Luana Dias do Nascimento loremuller2017@gmail.com Dayanne Kelly Soares Santana dayannekss2@hotmail.com <p align="justify"><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">Objetivou-se avaliar as condições microbiológicas dos queijos de manteiga comercializados em feiras livres do município de Petrolina-PE no tocante à contagem de bactérias aeróbias mesófilas, contagem de </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">fungos filamentosos</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;"> e leveduras, número mais provável de coliformes totais e termotolerantes </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">e,</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;"> pesquisa de </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;"><em>Escherichia coli</em></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">. </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">C</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">oleta</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">ram-se 30 amostras de queijos em cinco feiras livres</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">. Não houve diferença estatística entre as feiras para contagem de </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">bactérias mesófilas</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">, que apresentaram resultados variando de 4,7x10</span></span></span><span style="color: #000000;"><sup><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">6</span></span></sup></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;"> a 1,0x10</span></span></span><span style="color: #000000;"><sup><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">7</span></span></sup></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">. Quanto ao número mais provável de coliformes totais, verific</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">ou</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">-se que não houve diferença estatística entre as feiras analisadas, sendo a feira D a que apresentou maior índice de contaminação por coliformes totais (9,3x10</span></span></span><span style="color: #000000;"><sup><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">2</span></span></sup></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">). Contudo, todas as amostras analisadas apresentaram-se dentro dos padrões estabelecidos pela legislação brasileira. </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">Os</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;"> coliformes termotolerantes também não </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">apresentaram</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;"> diferença estatística entre as feiras analisadas. No entanto, constatou-se que das 30 amostras, quatro apresentaram-se acima do permitido (?500 NMP/g), com médias variando de 3,0x10 a 1,1x10</span></span></span><span style="color: #000000;"><sup><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">3</span></span></sup></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">. Das 30 amostras analisadas para </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;"><em>Escherichia coli</em></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">, 14 foram positivas. Observou-se que os valores de </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">fungos filamentosos</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;"> e leveduras variaram de 3,5x10² a 9,3x10</span></span></span><span style="color: #000000;"><sup><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">6</span></span></sup></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;"> UFC/g. Todas as amostras apresentaram positividade para </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">estes microrganismos</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">, entre estas, 66,66% apresentaram contagens acima de 5,0x10</span></span></span><span style="color: #000000;"><sup><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;">3</span></span></sup></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Trebuchet MS, sans-serif;"><span style="font-size: small;"> UFC/g. Conclui-se que todas as amostras de queijos de manteiga apresentaram deficiência de higiene na produção, armazenamento e ou comercialização indicando má qualidade do produto, além de torná-lo impróprio para o consumo. Neste caso, implantação de medidas preventivas, como a capacitação dos feirantes, tornam-se de suma importância para melhoria da qualidade higiênica e sanitária do produto.</span></span></span></p> 2022-12-31T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Semiárido De Visu https://revistas.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/300 Sinopse sobre os aspectos do potencial da produção e prospectos para o desenvolvimento do cultivo de camarão marinho no Brasil, especialmente no nordeste brasileiro 2022-12-26T11:45:01+00:00 Marco Antonio Igarashi igarashi@ufc.br <p>Este artigo de revisão fornece uma análise sobre o status do cultivo de camarão marinho relacionada<br>ao seu desenvolvimento no Brasil e os métodos de cultivo sugeridos são demonstrados. O potencial<br>para o cultivo de camarão Litopenaeus vannamei no Brasil, principalmente na região nordeste, está<br>sendo desenvolvido como fonte local de emprego, fonte de renda e suprimento de alimentos.<br>Acredita-se que o cultivo de camarão provavelmente ofereça potencial para maior desenvolvimento<br>no Brasil e, em grande parte, as perspectivas serão demonstrados pela evolução da produção de<br>camarão cultivado, produtores de camarão, tecnologias de cultivo, contribuições sociais, aspectos<br>econômicos e investimentos para a pesquisa. A análise demonstrou um potencial considerável para<br>o desenvolvimento do cultivo do camarão.</p> 2022-12-31T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Semiárido De Visu https://revistas.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/396 Pensamento computacional com ênfase no ensino de Lógica de programação: revisão sistemática de literatura 2022-11-09T14:26:22+00:00 José Walter Paulino Júnior jose.walter@aluno.ifsertao-pe.edu.br Francisco Kelsen de Oliveira francisco.oliveira@ifsertao-pe.edu.br <p>É importante a adoção de metodologias dinâmicas de ensino, entretanto a forma como o ensino é ministrado pelas escolas brasileiras em sua considerável parcela, ainda se baseia em métodos tradicionais e engessados. Nesse contexto, a programação de computadores é relatada como uma disciplina complexa e de difícil associação por parte dos discentes, apontando o método tradicional como o responsável. Diante do exposto, este trabalho tem por objetivo realizar uma Revisão Sistemática de Literatura (RSL) para verificar e levantar pesquisas relacionadas a aplicação do PC ao ensino de Lógica de Programação, delimitando o território nacional. Para tanto, foi realizada a RSL utilizando-se da metodologia PRISMA analisando os principais trabalhos que abordavam o tema dispostos em publicações do Simpósio Brasileiro de Informática na Educação (SBIE) e o Workshop de Educação em Informática (WEI) entre os anos de 2005 e 2022. Os resultados dos trabalhos mostraram que a ferramenta Scratch é bastante difundida no meio acadêmico e que apresenta, em sua maioria, resultados positivos. A utilização de jogos digitais como incremento ao processo de ensino também aparece como um mecanismo que motiva para o desafio de recompensa, e a computação desplugada apresenta-se bastante enviesada com foco na proposta de ensinar as bases da computação sem a necessidade do uso dos computadores, proporcionando assim um ensino de baixo custo. Foram analisados 20 artigos, com o objetivo de apresentar uma visão crítica da área de pesquisa e descrever quais as linhas de pesquisa e os resultados dos pesquisadores do contexto nacional.</p> 2022-12-31T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Semiárido De Visu https://revistas.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/384 Bioatividade do extrato aquoso de folhas de Vitis vinifera sobre larvas do mosquito Aedes aegypti 2022-09-16T22:17:21+00:00 JAERMISON SILVA NUNES jarmisonn@gmail.com Elizângela Maria de Souza elizangela.maria@ifsertao-pe.edu.br ALMIR COSTA AMORIM JÚNIOR almir.costa@ifsertao-pe.edu.br VITOR PRATES LORENZO vitor.lorenzo@ifsertao-pe.edu.br ELIATÂNIA CLEMENTINO COSTA eliatania.costa@ifsertao-pe.edu.br JOÃO AFONSO NUNES DA CUNHA JÚNIOR joaoafonsojunior3@gmail.com <p>O <em>Aedes aegypti</em> é controlado principalmente por inseticidas sintéticos, porém, vem sofrendo restrições, pela seleção de resistência desse inseto aos inseticidas, como pelas consequências que o uso em larga escala de larvicidas e inseticidas possam causar ao meio ambiente e a saúde humana. Uma alternativa é a análise e o estudo de produtos de origem vegetal com propriedades larvicidas por ser um produto abundante, natural e facilmente acessível. Diante, do contexto, esta pesquisa, avaliou o efeito larvicida <em>in vitro</em> do extrato aquoso de folhas secas de <em>Vitis vinifera</em> (BRS Vitória) sobre larvas do mosquito <em>A. aegypti</em>. O delineamento foi inteiramente casualiado, sendo seis tratamentos (0,1, 2, 3, 4 e 5% do extrato) em triplicata. O extrato aquoso de <em>V. vinifera</em> (BRS Vitória) apresentou maior toxicidade larval nas concentrações de 4% e 5%, em tempo de exposição de 24h, sendo a CL50 de 4%, portanto, pode ser desenvolvido a partir disso, um controle alternativo, biodegradável, seguro e natural frente ao <em>A. aegypti</em>, o que demanda a continuidade dos estudos.</p> 2022-12-31T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Semiárido De Visu https://revistas.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/373 O FUNCIONAMENTO DA AUTORIA NO USO DE TERMOS TÉCNICOS EM RELATÓRIOS DE ESTÁGIO DO CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM EDIFICAÇÕES DO IF SERTÃO-PE, CAMPUS SALGUEIRO 2022-09-16T11:38:24+00:00 Handherson Leyltton Costa Damasceno handherson.damasceno@ifsertao-pe.edu.br Felipe Augusto Santana do Nascimento felipe.nascimento@ifal.edu.br Márcia Mirelly Callou Freire marciacallou3@gmail.com <p>A realização do relatório de estágio é um requisito obrigatório para a conclusão do Curso do Nível Médio Técnico Integrado de Edificações do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF SERTÃO-PE), <em>campus </em>Salgueiro. Este artigo, ancorado no arcabouço teórico da Análise do Discurso, tem como objetivo analisar como alunos do Curso de Edificações mobilizam termos técnicos em seus relatórios, constituindo-se autores de seus trabalhos. Para tanto, serão selecionados relatórios de estágios da área de Edificações disponibilizados na plataforma on-line Repositório de Leituras Abertas (Releia) do IF SERTÃO-PE. Por meio de uma análise qualitativa, serão analisados os modos linguístico-discursivos de apropriação de termos técnicos na construção de relatórios de estágios, observando como o estudante do nível médio se constitui autor no seu relatório. Por se tratar de alunos do ensino médio integrado, espera-se observar uma maior dificuldade na inserção e na apropriação de termos técnicos em seus relatórios de estágio na construção de sua autoria.</p> 2022-12-31T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Semiárido De Visu