Bioatividade do extrato aquoso de folhas de Vitis vinifera sobre larvas do mosquito Aedes aegypti

Bioactivity of the aqueous extract of Vitis vinifera leaves on larvae of the mosquito Aedes aegypti

Autores

  • Jaermison Silva Nunes IFSertão-PE
  • Elizângela Maria de Souza IFSertãoPE
  • Almir Costa Amorim Júnior
  • Vitor Prates Lorenzo IFSertãoPE
  • Eliatânia Clementino Costa IFSertãoPE
  • João Afonso Nunes da Cunha J´únior

Palavras-chave:

arboviroses, folhas, larvicida, videira

Resumo

O Aedes aegypti é controlado principalmente por inseticidas sintéticos, porém, vem sofrendo restrições, pela seleção de resistência desse inseto aos inseticidas, como pelas consequências que o uso em larga escala de larvicidas e inseticidas possam causar ao meio ambiente e a saúde humana. Uma alternativa é a análise e o estudo de produtos de origem vegetal com propriedades larvicidas por ser um produto abundante, natural e facilmente acessível. Diante, do contexto, esta pesquisa, avaliou o efeito larvicida in vitro do extrato aquoso de folhas secas de Vitis vinifera (BRS Vitória) sobre larvas do mosquito A. aegypti. O delineamento foi inteiramente casualiado, sendo seis tratamentos (0,1, 2, 3, 4 e 5% do extrato) em triplicata. O extrato aquoso de V. vinifera (BRS Vitória) apresentou maior toxicidade larval nas concentrações de 4% e 5%, em tempo de exposição de 24h, sendo a CL50 de 4%, portanto, pode ser desenvolvido a partir disso, um controle alternativo, biodegradável, seguro e natural frente ao A. aegypti, o que demanda a continuidade dos estudos.

Referências

ABE, L.T.; DA MOTA, R.V.; LAJOLO, F.M.; GENOVESE, M.I. Compostos fenólicos e capacidade antioxidante de cultivares de uvas Vitis labrusca L. e Vitis vinifera L. Ciências e Tecnologia de Alimentos, v. 27, p.394-400, 2007.

CASER, C.R.S.; CARLOS, G.A.; GASPERAZZO, W.; CRUZ, Z.M.A.; SILVA, A.G. Atividade biológica das folhas secas de Neem, Azadirachta indica sobre larvas de Aedes aegypti. Natureza on line, v. 5, p.19-24, 2007.

CASTRO, P. R. C.; KLUGE, R. A.; PERES, L. E. P. Manual de fisiologia vegetal. São Paulo: Agronômica Ceres, 2005. 650p.

CAVALCANTI, L.P.G.; PONTES, R.J.S.; REGAZZI, A.C.F.; FRUTUOSO, R.L.; SOUSA, E.P.; LIMA, J.W.O. Competência de peixes como predadores de larvas de Aedes aegypti, em condições de laboratório. Revista de Saúde Pública, v.41, p.638-44, 2007.

COELHO, A.A.M.; PAULA, J.E.; ESPÍNDOLA, L.S. Atividade Larvicida de Extratos Vegetais sobre Aedes aegypti (L.) (Diptera: Culicidae), em Condições de Laboratório. BioAssay, v. 4, p.1-6, 2009.

DONALISIO, M.R.; FREITAS, A.R.R.; ZUBEN, A.P.B. Arboviroses emergentes no Brasil: desafios para a clínica e implicações para a saúde pública. Revista de Saúde Pública, v.31, p.1-6, 2017.

FREITAS, M.Z.; ALBINIO, A.M.; SOUZA, P.G.; PIRES, L.S.S.; CUNHA, A.E.F.L.; CAVALCANTE, F.S.; LIMA, R.A. Avaliação da atividade larvicida do extrato etanólico dos frutos de Solanum crinitum LAM. (Solanaceae) para o controle de imaturos de Aedes aegypti (Diptera, Culicidae). Biota Amazônia, v. 9, p. 20-23, 2019.

GARCEZ, W. S.; GARCEZ, F. R.; SILVA, L. M. G. E.; SARMENTO, U. C. Substâncias de Origem Vegetal com Atividade Larvicida Contra Aedes aegypti. Revista Virtual da Química, v.5, p.363-393, 2013.

LUZ, F.J.F. Caracterização morfológica e molecular de acessos de pimenta (Capsicum chinense Jaqc.). 2007. 70p. Tese (Doutorado em Produção Vegetal) – Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, 2007.

MATOS, F. J. A. Introdução à fitoquímica experimental. Fortaleza: Edições UFC, 141 p. 1997.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE. Monitoramento casos de dengue, febre de chikungunya e febre pelo vírus Zika até a Semana Epidemiológica 45. Boletim Epidemiológico, 2015.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE. Monitoramento dos casos de arboviroses urbanas transmitidas pelo Aedes aegypti (dengue, chikungunya e zika), Semanas Epidemiológicas 1 a 13, 2020. Boletim Epidemiológico, v.51, nº14, abril 2020.

RAVEN, F. H.; EVERT, R. T.; CURTIS, H. Biologia vegetal. Rio de Janeiro: Guanabara, 2001. 906p.

SILVA, E.A. Prospecção fitoquímica do extrato aquoso das partes aéreas de Cnidoscolus phyllacanthus (Müll. Arg.) Pax & K.Hoffm e avaliação larvicida do Aedes aegypti L. (Diptera: Culicidae) no estádio L3. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Química) – Universidade Federal Rural de Pernambuco. Unidade Acadêmica de Serra Talhada, 2019, 47p.

VANLERBERGHE, V.; GÓMEZ-DANTÉS, H.; VAZQUEZPROKOPEC, G.; ALEXANDER, N.; MANRIQUE-SAIDE, P.; COELHO, G.; TOLEDO, M.E.; OCAMPO, C.B.; STUYFTI, P.V. Changing paradigms in Aedes control: considering the spatial heterogene - ity of dengue transmission. Revista Panam Salud Pública, v.41, p.1-6, 2017.

Downloads

Publicado

2022-12-31

Como Citar

SILVA NUNES, J.; SOUZA, E. M. de; COSTA AMORIM JÚNIOR, A.; PRATES LORENZO, V.; CLEMENTINO COSTA, E.; NUNES DA CUNHA JÚNIOR, J. A. Bioatividade do extrato aquoso de folhas de Vitis vinifera sobre larvas do mosquito Aedes aegypti: Bioactivity of the aqueous extract of Vitis vinifera leaves on larvae of the mosquito Aedes aegypti. Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 10, n. 3, 2022. Disponível em: https://revistas.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/384. Acesso em: 4 fev. 2023.

Edição

Seção

Ciências da Saúde - Artigos