Desvirtuamento dos contratos de franquias na Justiça do Trabalho: estudo nas empresas alimentícias

Distruction of franchise agreements in the Labor Court: study in food companies

Autores

  • Guilherme Sabino Nascimento Sidrônio de PROFNIT-UNIVASF
  • Jéssica Cavalcanti Barros Ribeiro PROFNIT-UNIVASF
  • Paulo Califa Mafra Novaes Instituto Federal do Sertão Pernambucano, Campus Petrolina / PROFNIT UNIVASF
  • Arão Cardoso Viana IFSertãoPE

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v11i2.473

Palavras-chave:

Processos, Trabalhistas, Contratos, Franquias, Perdas

Resumo

Este artigo objetiva descrever e identificar os possíveis desvirtuamentos dos contratos de franquias alimentícias e como os empresários poderão adequar e revisar os seus contratos para não incorrer neste desvirtuamento. Como principal contribuição do estudo, o empresariado brasileiro poderá entender as nuances trabalhistas dos contratos de franquias alimentícias a fim de evitar a formação de grupo econômico e do desvirtuamento do contrato de franquia. Este tema é inédito no Brasil, não possuindo estudos similares, pois que é um instituto recente criado pela jurisprudência dos Tribunais Trabalhistas. Este estudo tem enfoque qualitativo, e se utiliza dos métodos de pesquisa bibliográfica e documental em artigos científicos, livros e manuais sobre contratos de franquias, de transferência de tecnologia, direito comercial e civil, além da pesquisa nos precedentes da Justiça do Trabalho sobre desvirtuamento de contratos de franquias alimentícias. A coleta de dados teve início em dezembro de 2021 e término em junho de 2022. Após os cortes, as amostras de 38 precedentes foram divididas em dois grupos: 10 em que julgaram haver o desvirtuamento do contrato de franquia alimentícia e 28 que julgaram não existir o desvirtuamento. Como resultado, constatou-se que as decisões que adentram ao mérito dos contratos de franquias alimentícias entendem que a existência do contrato de franquia alimentícia, por si só, não transfere à empresa franqueadora a responsabilidade pelo pagamento dos créditos trabalhistas, devendo existir uma análise se houve o desvirtuamento do contrato de franquia alimentícia. Este desvirtuamento se dá quando houver subordinação e gerenciamento entre franqueado e franqueador.

Referências

ABE, Maria Inês Miya. FRANCHISING, TERCEIRIZAÇÃO e GRUPO ECONÔMICO: A responsabilidade solidária como instrumento de combate à precarização das relações trabalhistas. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo, São Paulo. 2011.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FRANCHISING. Desempenho do Franchising Brasileiro – 50 maiores Franquias no Brasil. ABF, 2021a. Disponível em: <https://www.abf.com.br/wp-content/uploads/2021/03/Desempenho-Franchising-2020-e-50-Maiores-Franquias.pdf>. Acesso em: 24 de junho de 2021.

_______________________________________. Pesquisa de Desempenho – 1º Trimestre de 2021. ABF, 2021b. Disponível em: <https://www.abf.com.br/wp-content/uploads/2021/06/Desempenho-Franchising-1TRI-2021.pdf>. Acesso em: 24 de junho de 2021.

COELHO, Fábio Ulhoa. Novo Manual de Direito Comercial. 31ª Ed. Ver., atual. e ampl. São Paulo: Thomson Reuters Brasil, 2020.

DELGADO, Maurício Godinho. Curso de direito do trabalho: obra revista e atualizada conforme a lei da reforma trabalhista e inovações normativas e jurisprudenciais posteriores. 18ª ed. São Paulo: LTr, 2019.

LEITE, Carlos Henrique Bezerra. Curso de Direito do Trabalho. 12ª Edição. São Paulo: Saraiva Educação, 2020.

MARTINEZ, Luciano. Curso de Direito do Trabalho. 11ª Edição. São Paulo: Saraiva Educação, 2020.

OLIVEIRA, S. V. de. O Contrato de Franchising - O Conteúdo Essencial do Contrato de Franchising, os Desvios ao seu Molde Típico e a Dependência Económica do Franquiado. Dissertação de Mestrado. Universidade Católica do Porto, Porto, 2014.

REDECKER, Ana Cláudia. Franchising. 2ª Ed. Revista, atualizada e ampliada. Curitiba: Appris, 2020.

RIBEIRO, Adir; et al. Gestão Estratégica do Franchising: como construir redes de franquias de sucesso. 2ª Ed., rev., e ampl. São Paulo: DVS Editora, 2013.

SILVA, Homero Batista Mateus da. CLT comentada. 2. ed. São Paulo: Thomson Reuters Brasil, 2018.

VIDO, Elisabete. Curso de Direito Empresarial. 8ª Ed. São Paulo: Saraiva Educação, 2020.

VIEGAS, J. L. B. Contratos de Pesquisa e Contratos de Franquia. In: Contratos de Propriedade Industrial e Novas Tecnologias. 2ª Ed. Editora Saraiva: São Paulo.

WORLD FRANCHISE COUNCIL. Trabalhadores em lojas de franquia não são funcionários do franqueador – A responsabilidade pelo pagamento dos direitos do pessoal pertence ao franqueado. 2015. Disponível em: <https://worldfranchisecouncil.net/declarations/franchisees-workers-not-franchisor-employees/>. Acesso em: 20 de maio de 2022.

Downloads

Publicado

2023-08-31

Como Citar

SABINO NASCIMENTO SIDRÔNIO DE, G. .; CAVALCANTI BARROS RIBEIRO, J.; CALIFA MAFRA NOVAES, P.; CARDOSO VIANA, A. Desvirtuamento dos contratos de franquias na Justiça do Trabalho: estudo nas empresas alimentícias: Distruction of franchise agreements in the Labor Court: study in food companies. Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 11, n. 2, p. 476–506, 2023. DOI: 10.31416/rsdv.v11i2.473. Disponível em: https://revistas.ifsertao-pe.edu.br/index.php/rsdv/article/view/473. Acesso em: 14 jun. 2024.