Arte política em Walter Benjamin e Asja Lacis

Autores

  • DENISE DA SILVEIRA Unisinos

Resumo

Na maioria das vezes, ao buscar a relação entre Walter Benjamin (1892-1940) e Asja Lacis (1891-1979), encontramos textos que tratam de encontros e desencontros entre os dois, principalmente em questões afetivas. A amizade entre Benjamin e Asja, de fato, o aproxima do marxismo e possibilita a convergência entre importantes atores da vanguarda artística e intelectual europeia. A partir daí, interessa-nos investigar e refletir sobre a influência de Asja Lacis no pensamento e na obra de Walter Benjamin, a fim de compreender sua contribuição para a elaboração de conceitos fundamentais no pensamento do autor. Partimos da premissa de que a figura de Asja e sua práxis artística e política abriram um novo e definitivo viés no pensamento de Benjamin, que permaneceu presente em seu horizonte conceitual desde então até seus últimos escritos. Procuraremos esse viés nas obras que escreveram juntos ou em colaboração (Nápoles e Programa para um teatro proletário para crianças); e na obra em que cita diretamente Asja (Rua de mão única). Além disso, também utilizamos ensaios presentes em “Magia e técnica, arte e política”. Parece interessante analisar, sobretudo, as noções de experiência estética, o potencial revolucionário da arte e o interesse pelos temas da infância e da cidade que unem sua reflexão. Obviamente, não pretendemos esgotar o assunto neste artigo, muito pelo contrário, trata-se de uma primeira investigação que visa pontuar e abrir caminhos para futuras pesquisas sobre o tema.

Palavras-chave: Walter Benjamin; Asja Lacis; Arte, Política.

Downloads

Publicado

2022-09-08